Últimas

    Classificação geral

    Encerrada mais uma edição da Copa Primo Fernandes, sendo essa a maior em quantidades de equipes participantes (40), a próxima terá uma redução, ficando 32, para isso, 12 foram rebaixadas, e subirão 4.

    Sendo que essas rebaixadas quase todas elas terão a chance de retornar, quase todas porque dessas três perderam no WO (Arizonense, JAV, Independente) e terão um ano de suspensão.

    Para voltar, as equipes terão que participar de uma seletiva, que será realizada em Major Sales, além das rebaixadas, as novas interessadas também poderão fazer parte dessa competição, que será disputada em sistema eliminatório.

    Brevemente traremos mais informações sobre a competição.

    Confira agora como ficou a classificação geral:


    Lastro
    Icó
    União
    Santos
    São Vicente
    Reds
    29 de Abril
    Escolinha
    Boa Esperança
    10ºAtlético Encantense
    11ºCaiçarinha
    12º08 de Maio
    13ºAC Motos
    14ºAparecida
    15ºCentral
    16ºSão Bernardo
    17ºAlexandria
    18ºAjax
    19ºCristo Rei
    20ºCruzeiro
    21ºADAV
    22ºAmérica de Serrinha
    23ºAthos
    24ºBoqueirão
    25ºTAMEC
    26ºAmérica de Major Sales
    27ºAlmino Afonso
    28ºBarcelona
    29º Amigos
    30ºMolecada
    31ºCarnaubal
    32ºPopular
    33ºJAV
    34ºCorinthians
    35°Independente
    36ºTriunfo
    37ºCaiçara
    38ºArizonense
    39ºBonsucesso
    40ºVila Real
    Mais »

    Lastro conquista título inédito

    O Lastro conquistou o título mais desejado do futebol amador da região, após vencer o Icó nos pênalti pelo placar de 5 x 4, depois de empatar o tempo normal em 1 x 1.

    Os gols foram marcados por Markelino para o time paraibano, e Tico para a equipe cearense.

    Uma tarde de emoção, como sempre acontece, um grande público comparece ao estádio O Piozão para acompanhar a final da Copa Primo Fernandes, e esse ano não foi diferente, mesmo sem ter uma equipe local na final, muita gente de outros municípios compareceram para ver o último jogo da competição.

    Após o protocolo de abertura o jogo começa com a equipe do Ceará indo ao ataque, aos 5 minutos, Vinícius Boquinha chuta, e o goleiro Betinho espalma cedendo o escanteio.

    O time do Lastro teve uma cobrança de falta a seu favor aos 14, e bola parada é sempre com o bom lateral Danilo Itaporanga que bateu de longa distância, mas o goleiro Gugu pegou sem problemas.

    A equipe do Icó tentou mais um arremate ao gol aos 18, quando Ismael chutou de fora da área, e o goleiro Betinho pegou em dois tempos.

    Aos 19, grande chance para o Lastro, Kleber cobra escanteio e Wykyty sobe sozinho e cabeceia para fora.

    O Icó chega de novo ao ataque aos 25, Vinícius Boquinha bate cruzado, a zaga salva mandando para escanteio.

    O Lastro dá resposta aos 26, com Jecelino que bate forte, e o goleiro cearense pega em dois tempos.

    Jogo equilibrado, no chamado lá e cá, aos 29, lançamento na área do Lastro, Pedro Henrique cabeceia, e o goleiro Betinho fica com a bola.

    Mais uma grande chance para a equipe paraibana foi criada aos 31, quando Kleber fez boa jogada pela direita cruzou rasteiro, Jecelino chegou batendo de primeira, mas a bola foi para fora.

    O time paraibano chegou mais uma vez aos 33, Ismael bateu de longe, a bola passou por cima do gol de Gugu.

    A equipe do Lastro fazia um melhor primeiro tempo, e como recompensa por essa superioridade, aos 35, Jucelino lançou na a área, Markelino se antecipou ao goleiro Gugu e abriu o placar, Lastro 1 x 0.

    Festa no Piozão, para o time paraibano que tinha maior número de torcedores presentes.

    O primeiro tempo terminou com vitória parcial da equipe paraibana, 1 x 0.

    Na segunda etapa, o time do Ceará corre em busca do empate, e entra em campo com mudança, com a entrada de Rubinho.

    Aos 2 minutos de bola rolando, Denis Baiano cobra falta, a bola vai por cima do gol de Betinho.

    Não demorou muito e a pressão da equipe cearense resulta no gol do empate, aos 04, Denis Baiano cobra falta, a bola desvia na na segunda trave e Tico manda para o fundo da rede fazendo Icó 1 x 1 Lastro.

    O time cearense volta melhor na segunda etapa, e o paraibano fica retrancado no seu campo de defesa.

    O Icó chegou mais uma vez aos 10 minuto, quando de novo Denis Baiano cobra falta, a bola chega até Fernando que chega chutando e a zaga afasta.

    A equipe cearense dominava a segunda etapa, e Denis Baiano era sempre o responsável por criar as jogadas de ataque, aos 12, ele chutou fraco para defesa fácil do goleiro Betinho.

    A equipe do Lastro tenta uma resposta aos 17, com Markelino que chuta forte, mas a bola vai para fora.

    Numa jogada pela direita, o centroavante Pedro Henrique cai fora de campo, e nessa queda machuca o ombro direito, é obrigado a sair de campo, inclusive foi de ambulância para o hospital.

    O jogo continuou, mas sem muita criatividade por parte das duas equipes, e poucos lances de ataques, onde as defesas levaram a melhor,e com isso o jogo partiu para as penalidades.

    Terminando assim o jogo em 1 x 1.

    Desde 2004, na segunda edição da competição, que não havia uma disputa de pênalti na final da Copa Primo Fernandes.

    As emoções ficaram mais fortes ainda nas penalidades, aliás, as duas equipes já vinha, de penalidades na semifinal, mas agora, só uma poderia comemorar.

    O time paraiban começa cobrando, com o lateral Danilo fazendo 1 x 0.

    Genilson deixou tudo igual, 1 x 1.

    Markelino deixa novamente o Lastr na frente, 2 x 1.

    Rubinho também converte, 2 x 2.

    Sandrinho faz o terceiro do Lastro, 3 x 2.

    Tico também marca para a equipe cearense, 3 x 3.

    Jucelino bate, perde, 3 x 3, com a vantagem para o time cearense.

    Vantagem essa que é confirmada com a cobrança de Flavio fazendo Icó 4 x 3 Lastro.

    Kleber bate para o Lastro, não podia perder, e com muita categoria ele marca para o Lastro, 4 x 4.

    Quinta e última cobrança para o time do Icó, Denis Baiano, um dos craques da equipe, era fazer e conquistar o título, ele bate para fora, perdendo a grande chance de conquista e levando para os alternados.

    Damião foi o primeira a cobrar para o time paraibano, fazendo 5 x 4.

    Fernando bateu para o time cearense e também perdeu.

    Final, Lastro 5 x 4 Icó. O time paraibano é campeão.

    Uma grande festa comanda pelo prefeito Dr Athaide que havia após a final da Copa Janduí Diniz em Tenente Ananias prometido que montaria uma equipe para ser campeão da Primo, e nesse domingo ele pode cumprir essa promessa.

    Festa bastante comemorada também pelo secretário e atacante Cemar, que não pode jogar a final, mas sempre muito importante para a sua equipe comemorou em grande estilo.

    Após o jogo, houve a entrega de premiação, onde os jogadores do Icó receberam as medalhas, troféus e cheque de R$ 5.000,00 (cinco mil reais).

    Teve anda o prêmio de goleiro menos vazado para Gugu que em toda a competição sofreu apenas 5 gols.

    E finalmente a festa do time campeão com medalhas, troféu e o prêmio em dinheiro no valor de R$ 10.000,00 (dez mil reais).

    O prefeito Dr Thales Fernandes, presente ao evento juntamente com a vice prefeita Maria Elce, se mostrou muito satisfeito, e disse que essa foi a maior de todas as edições, e que para 2019, tem a difícil missão de superar essa, o que não será fácil, mas conta com sua equipe para alcançar o objetivo.

    Na final inédita, deu o Lastro, conquistando o título pela primeira vez, representando a Paraíba que com esse conquista o terceiro, o Ceará que chegou forte esse ano acabou ficando com o vice.

    Brilhou também nessa final, o trio de arbitragem Fabrício auxiliado por Renato e Bieto, os pratas da casa que fizeram bonito representando Major Sales.

    Mais uma vez grande sucesso, parabéns ao Lastro, Icó, e todas as outras equipes e a todos os envolvidos nessa grande festa do futebol.




    Mais »

    Final adiada

    A final da Copa Primo Fernandes 2018, programada para acontecer nesse domingo, dia 22, entre as equipes Icó x Lastro, foi adiada.

    O adiamento da mesma acontece devido a uma fatalidade ocorrida na tarde desse sábado, 21, na zona rural do município do Lastro, quando foi encontrado o corpo de um popular daquela cidade, boiando nas águas do açude do Distrito de Boa Esperança,  Lindomar Celestino de Paula conhecido como "Lindo de Zumira" (Foto do centro), além de super querido por todos, o mesmo é irmão de Cemar, jogador da equipe do Lastro e também secretário Municipal de Esportes.

    Com a cidade em choque, a partida para esse domingo ficou inviável, sendo assim adiada para uma nova data.

    A comissão técnica do time paraibano entrou em contato com a comissão organizadora da competição, e a mesma se reuniu com o prefeito Dr Thales Fernandes que de imediato acatou o pedido.

    Nossos sentimentos aos familiares e amigos nesse momento tão difícil para todos.

    Agradece a compreensão de todos Comissão Organizadora da Copa Primo Fernandes.


    Mais »

    União vence de virada e conquista o terceiro lugar

    A equipe do União venceu de virada a equipe do Santos nessa tarde de sábado, 21, em Major Sales pelo placar de 4 x 2, com três gols de Manu e um de Arthur, para o time da casa marcaram Diego Tonho.

    Poucos torcedores compareceram ao Piozão para acompanhar o jogo que decidia o terceiro lugar da Copa Primo Fernandes.

    O time visitante foi quem chegou ao ataque logo no primeiro minuto de bola rolando, a bola chega até Arthur pela esquerda que chuta para fora.

    Aos 6, Juninho Paraíba cobra escanteio fechado e Flávio espalma evitando o primeiro gol do jogo.

    A primeira vez que a equipe da casa chega com perigo na área adversária consegue o objetivo, Diego recebe livre na frente, bate cruzado e faz o primeiro, Santos 1 x 0.

    Não deu tempo comemorar muito, depois de dá nova saída, a equipe paraibana chega no ataque, Arthur recebe na área e bate forte para empatar o jogo, 1 x 1.

    O jogo era bastante aberto, as duas equipes em busca do resultado. Aos 20, Eronildo recebe de Coruja, manda cruzado e a bola passa com muito perigo.

    A equipe da casa seguiu pressionando e novamente ficou a frente no placar, quando aos 30, Tonho rouba a bola, tabela com Diego e recebe na frente para tirar do goleiro e fazer, Santos 2 x 1 União.

    O primeiro tempo caminhava para o final, quando aos 38, Juninho Paraíba cruza na área, Manu cabeceia e faz, gol do União, 2 x 2.

    O gol de Manu deixa a equipe novamente empatada, mas o isola na artilharia, chegando aos 8 gols.

    Jogo empatado novamente, e o primeiro tempo termina empatado em 2 x 2.

    Na segunda etapa, o União volta com tudo, e aos 9, Manu marca mais um, depois da boa jogada de Deda pelo setor direito, a bola sobra com Arthur que cruza rasteiro e Manu só empurra para marcar o terceiro do União, e o seu nono na competição. União 3 x 2 Santos.

    A equipe do Santos vai com tudo para cima do adversário tentando novamente a igualdade no marcador.

    Quando eram jogados os 14 minutos, Diego mandou de longe, o goleiro Danilo bate roupa, o zagueiro Gerlânio manda para escanteio.

    A equipe da casa tentou, mas foi o visitante que chegou mais uma vez, aos 21, Arthur fez jogada individual, cruzou rasteiro, e mais uma vez o atacante Manu chega e define, aumentando a conta, 4 x 2, e fazendo o seu décimo gol na competição.

    A equipe do Santos muito valente empurrada pela sua torcida foi para cima, mas não conseguiu chegar ao objetivo e acabou perdendo o jogo.

    Final, União terceiro colocado 4 x Santos, quarto colocado.

    Após o jogo foi feita a entrega de premiação a equipe do União, medalhas e troféu.


    Na oportunidade também entrega a premiação de artilheiro a Manu com 10 gols.





    Mais »

    Grande final da CPF 2018

    O jogo mais importante da temporada pelo futebol amador se aproxima, é domingo, as 16:00 h no estádio O Piozão em Major Sales, final da Copa Primo Fernandes 2018. E desta feita será uma final inédita em muitos sentidos.

    Inédita porque tem uma equipe do Ceará na final, em todas as outras edições a final ou era entre equipes do Rio Grande do Norte ou RN e PB, ou até mesmo entre só paraibanos como aconteceu em 2016 entre Uiraúna e Cruzeiro de Sousa onde o primeiro conquistou o bi. Inédita também porque nenhuma dessas duas equipes chegaram a final antes.

    Na verdade, o time do Ceará, no caso o Icó Esporte Clube, disputa a competição pela primeira vaze, e até agora não conhece derrota, e juntamente com o União de Riacho dos Cavalos, são as duas únicas equipes da história que ainda não perdeu nessa competição, até porquê como citado antes participam pela primeira vez.

    Nessa edição, o adversário, Lastro Futebol Clube também está invicta, não sentiu ainda o gosto amargo da derrota.

    Na verdade as duas poderão continuar invictas, desde que a partida termine empatada e seja decidida nas penalidades, condições que as duas passaram na semifinal.

    Vamos recordar as trajetórias das mesmas até aqui:

    Começando pelo time do Icó, que fazia parte do grupo D e se classificou em primeiro do grupo, com a seguinte classificação:

    EquipesPJVEDGPGCSG
    Icó10431014212

    Jogos:

    Popular0x1Icó
    Icó2x2Escolinh
    C. Rei0x7Icó
    Icó4x0Triunfo

    Nas oitavas:

    Icó3x0
    Aparecida

    Nas quartas:

    Icó3x1
    29 de Abril

    Nas semi

    Icó(4) 0x0 (2)União 

    Já o Lastro vem do grupo E, onde também ficou em primeiro lugar no seu grupo com 100% de aproveitamento:

    EquipesPJVEDGPGCSG
    Lastro124400844

    Jogos:

    Independente
    1x2Lastro
    Lastro2x1
    Aparecida
    JAV0x1Lastro
    Lastro3x2Cruzeiro

    Nas oitavas:

    Lastro2x1A Motos

    Nas quartas:

    Lastro1x0Reds

    Nas semi

    Lastro(4) 3x3 (2)Santos

    A programação para esse final de semana começará no sábado com duelo entre mais duas equipes invictas, Santos de Major Sales, enfrentando o União de Riacho dos Cavalos em jogo que decide o terceiro lugar.

    Além disso, vale também a artilharia para o jogador Manu que tem 7 gols empatado com Jerry que não joga mais, e o melhor goleiro, no caso Danilo que sofreu apenas 3 gols, mesmo total sofrido pelo goleiro Gugu do Icó.

    O jogo que decide o terceiro lugar, será as 15:45 h.

    E finalmente, no domingo a grande final, antes com preliminar entre as equipes de juniores de Major Sales x Pau dos Ferros, e as 16:00 h, a bola rola para Icó x Lastro.




    Mais »

    Lastro chega à final inédita da CPF

    O Lastro empatou em 3 x 3 com o Santos nessa tarde de domingo em Major Sales no último jogo das quartas de final e levou a melhor nas penalidades pelo placar de 4 x 2.

    Durante o tempo normal, marcaram para o time paraibano, Kléber Demolidor duas vezes e Jucelino, para o time potiguar, Tonho duas vezes e um contra.

    Como na partida do sábado, a do domingo também foi de muita integra por parte das equipes, jogando em casa com o apoio da torcia, o Santos foi pra cima e aos 7 minutos de bola rolando teve a seu favor um Pênalti.

    Tonho foi o encarregado de fazer a cobrança, e o camisa 10 cobrou tirando do goleiro Betinho que ainda foi no canto certo,  fazendo 1 x 0 para o time do Santos.

    Após o gol, a equipe da casa se fechou no campo de defesa, e o Lastro com bons jogador tocava a bola procurando uma brecha para entrar na defesa adversária.

    Através do toque de bola, estava meio complicado, foi quando aos 20, Jucelino recebeu na esquerda e mandou forte no ângulo, sem chances para o goleiro Flávio, empatando o jogo em 1 x 1.

    A equipe paraibana sentindo o bom momento no jogo, parte em busca da virada, e aos 24, Danilo Itaporanga rola para Jucelino, o meia bate de primeira e a bola vai para as mãos do goleiro Flávio.

    O time de Major Sales que cedeu o empate, também busca as jogadas de ataque, Cotinga pela esquerda tenta cruzar e a bola vai direto, só que por cima do gol.

    Diego que bate muito bem na bola, também tentou, aos 33, mas a passa por fora.

    Já próximo de encerrar a primeira etapa, a equipe do Lastro chega ao ataque, Kleber recebe de Wikiti e bate forte de esquerda e abola vai no canto, é a virada do Lastro, 2 x 1.

    Em desvantagem no marcador, não restou outra alternativa para o time da casa, partir pra cima, e aos 42, Eronildes bateu falta rasteiro, mas o goleiro Betinho pegou sem problemas.


    Fim do primeiro tempo, com vitória parcial da equipe paraibana pelo placar de 2 x 1 de virada.

    A segunda etapa começa com um vacilo da defesa do santos que entrega a bola de graça para Jucelino que lança Moisés, ele ganha na corrida contra a marcação e chuta para o gol, a bola bate na trave, e Kleber chega e só empurra para o fundo das redes, ampliando a vantagem para 3 x 1.

    Um verdadeiro balde de água fria jogado no time da casa, que viu as coisas se complicarem ainda mais, se começou o segundo tempo em desvantagem de um gol, agora com dois, ficou pior ainda.

    Mas a equipe empurrada pela sua torcida, não desiste e parte para cima.

    Aos 17, cobrança de escanteio para o Santos, a bola bate na trave e sobra para Tonho, e ele empurra para o fundo do gol, descontando, Lastro 3 x 2 Santos.

    O jogo ficava aberto, o time paraibano ainda na vantagem, mas via o perigo que o time da casa oferecia naquele momento.

    Seguindo na bas da raça, o Santos chegou novamente aos 22, Eronildes bate de longe, mas bola vai para fora.

    O time paraibano, também vai ao ataque, querendo marcar o quarto gol e ter novamente uma vantagem mais folgada, aos 26, Jucelino bate falta rasteiro, mas a bola vai para fora, a esquerda do goleiro Flávio.

    A equipe do Santos partiu para cima em busca do empate, e o Lastro saia nos contra-ataques, e num desses aos 30, Kleber recebe, puxa para direita e bate para a defesa do goleiro Flávio.

    E na base da pressão e na raça, aos 43, Tonho faz jogada individual pela esquerda e cruza, Júlio tenta cortar e acaba jogando contra o patrimônio, empatando o jogo no Piozão, 3 x 3.

    O gol causou muitas reclamações por parte dos jogadores e comissão técnica da equipe paraibana, Cemar que havia sido substituído ainda na primeira etapa, pois estava machucado, foi expulso do banco de reservas, e uma confusão generalizada se estabeleceu no campo.

    Aos 45, Tonho recebe livre de marcação e bate forte, o goleiro Betinho espalma para escanteio.

    O árbitro deu 7 minutos de acréscimo, e depois deu mais um, devido as paradas para atendimento ao atleta Tonho que recebeu forte pancada.

    Com o placar em 3 x 3 acabou o jogo, sendo decidido nas penalidades.

    O time do Lastro começou cobrando, a primeira cobrança foi do lateral Danilo Itaporanga, ele bateu e fez, 1 x 0 para o Lastro,

    Tonho deixa tudo igual, 1 x 1.

    Sandrinho deixa o time paraibano novamente em vantagem, 2 x 1.

    Gavião empata novamente, 2 x 2.

    Breno também deixa o seu, 3 x 2.

    Pedro bate, e o goleiro Betinho defende 3 x 2.

    Jucelino cobra e marca o quarto para o time paraibano, 4 x 2.

    Miúdo bate muito mal, a bola vai para fora, e o Lastro comemora a classificação, final, Lastro 4 x 2 Santos.

    O time paraibano agora fará uma final inédita com o Icó no dia 22 de julho.
















    Mais »
    Traduzido por: Template para Blog